Geologia e a Pedra do Segredo

Capítulo preservado da história da Terra

Situada no município de Caçapava do Sul, A serra do Segredo é composta por cerros que erguem-se de forma sublime diante ao relevo circundante. Sua formação data períodos remotos na história da Terra, consolidando-se como o mais completo e bem preservado registro da transição Neoproterozóico/Paleozóico entre a faixa móvel da orogenia Brasiliana e a fase estável da Plataforma Sul Americana (Almeida, 1969). Com cerca de 300 metros de espessura, as rochas sedimentares continentais constituem as unidades geológicas mais jovens da Formação Santa Bárbara, vinculadas à Bacia do Camaquã.

Sua associação de fácies indicam um paleoambiente de formação dinâmico, com caráter fluvial dominado por amplos rios entrelaçados que fluíam entre montanhas adjacentes. A capacidade de fluxo do sistema fluvial, aliado a contribuição de leques aluviais proveniente das montanhas, possibilitou a deposição de frações arenosas a cascalhosas de sedimentos, que posteriormente foram litificados em um processo de diagênese relativamente profundo.

 

A serra do Segredo é formada por arenitos conglomeráticos e conglomerados mal selecionados, que se dispõem em camadas lenticulares e em forma de escavação (scoop-shaped) com estratificações cruzadas acanaladas (Borba & Misuzaki, 2003). De forma suplementar, ocorrem camadas lenticulares e tabulares de conglomerados sustentados por clastos. Os fragmentos litológicos são compostos por rochas vulcânicas, metamórficas e granitoides provenientes de Caçapava do Sul, sugerindo uma interação direta com o sistema deposicional. Apresentam um empacotamento apertado, tendo como cimento principal a calcita e óxidos de ferro, que sugerem um ambiente de oxidação de caráter continental.

Em períodos mais recentes posteriores ao intenso processo de litificação, processos tectônicos exerceram um importante papel em seu soerguimento. Falhas e fraturas associadas ao Permiano e Triássico, com reativações ao longo do cretáceo (Borba et al., 2002), se apresentam especialmente na direção NW – SE. A presença de estruturas de cavidades do tipo tafoni, e a presença de feições de alteração alveolar encontradas em paredes úmidas das cavidades voltadas a sul, registram flutuações climáticas dos últimos 500 mil anos que intercalam entre climas úmidos e secos (e.g Suertegaray & Silva, 2009). Em condições ideais, tais cavidades são essenciais para a estruturação de um habitat, harmonizando elementos geológicos com fauna e flora.

A longa e complexa evolução geológica da Serra do Segredo revela uma história ainda preservada de alto valor natural, cultural e científico. O resultado de sua admirável resiliência se concretiza na formação de uma geodiversidade singular que nos permite preservar, compreender e divulgar seu valor na história geológica da Terra.

Confira o artigo na íntegra: 

  • White Instagram Icon
Logo Flor de Tuna.png
DSC_9295.jpg

Horário de Visitação

TERÇA a DOMINGO 09:00 - 18:00

RAPEL E TRILHAS GUIADAS

SOLICITE AGENDAMENTO 

Fale Conosco

Agendamento Online

 Whats/Cel: 55 99955.1659

@pedradosegredo.oficial